.

.

DENÚNCIA (2): quadrilha de grileiros teria se apoderado da administração de São Sebastião

Foto: Lira/reprodução.

Assim que começamos a investigar as denúncias de que grileiros teriam tomado conta da administração de São Sebastião supostamente indicados pelo deputado distrital Lira (PHS), um nome extremamente sugestivo surgiu.
É ninguém mais ninguém menos que o ex-deputado distrital Zé Edmar, aquele que com outras oito pessoas já foi até preso pela Polícia Federal por grilagem de terras no DF.
Zé Edmar foi acusado de ser o representante dos interesses da quadrilha dentro da Câmara Legislativa. Lira, coincidentemente, é um dos mais antigos cabos eleitorais de Zé Edmar.
Após a prisão e o processo criminal de José Edmar, diante de um quadro político nada favorável, os papeis estrategicamente se inverteram. José Edmar recuou. Em vez de sair candidato, apoiou e coordenou a campanha de Lira, elegendo-o distrital em 2014, com uma votação expressiva em São Sebastião, cidade também coincidentemente marcada pela ação de grileiros.
As peças do quebra-cabeças da grilagem de São Sebastião estão começando a se encaixar. (a continuar)

Fonte: Guilherme Pontes.

Um comentário:

  1. Em Teresina GO, bem pertinho de Brasília, existe um grupo formado por um ex PM (expulso) e atualmente vereador na cidade,o nome deste é Hudson, um tenente coronel, um policial civil pai de Hudson, um radialista e outros policiais corruptos. Estes já expulsaram muitas famílias de suas terras com ameaças de morte, e ainda continuam expulsando. Até índios já perderam suas terras em Teresina e Alto Paraiso para eles. Primeiro eles ameaçam, e se a pessoa vai fazer um boletim de ocorrência o delegado dá várias desculpas para não fazer, do tipo: não tem papel, esqueci a chave dá gaveta (inacreditável).
    Sei nome de alguns deles, pelo menos de seis deles porque meu filho me falou, mas são vários​. O Hudson,vereador é o chefe da máfia, eu quero denunciar todos aos órgãos competentes.
    Acho um absurdo tanta maldade, eles se aproveitam da farda ou dos cargos públicos que ocupam para fazer maldades com a certeza de que nunca serão punidos.
    Em janeiro deste ano,foram expulsar meu filho Sandro Berriel de 42 anos, da terra que ele adquiriu comprando de Rondon (secretário de turismo de Teresina), que por sua vez adquiriu de um senhor que a possuía por 25 anos (tem o documento). Meu filho la todo contente na sua terra, chega o Hudson o ameaçando e ele se negou a sair por três vezes. Na última o vereador Hudson espancou o meu filho até quase matar, só não matou porque deixou sua arma cair e meu filho pegou e atirou nele três vezes (mas não morreu). Graças a Deus meu filho conseguiu se arrastando todo ensanguentado fugir para o mato e depois de horas chegou em uma estrada e conseguiu quem o ajudasse e o levasse para um hospital em Brasília, onde chegou com diversos hematomas no rosto, fratura no lado esquerdo do rosto, e com o corpo todo cheio de hematomas,quase em coma. Depois de dias internado ele foi na delegacia de Planaltina DF acompanhado de um advogado e se apresentou, e depois foi embora.
    O pior é que ele está sendo processado pelo juiz de Cavalcante e acusado por tentativa de homicídio contra o Hudson. Todos no lugar, até esse juiz sabe que foi em legítima defesa mas mesmo assim ele decretou a prisão preventiva do meu filho. Não satisfeitos que não conseguiram matar meu filho, agora estão planejando a morte dele para quando ele for detido e recambiado para Cavalcante,um lugar perto de Teresina.
    Quero denunciar alguns, os que sei os nomes, na esperança de que essa situação seja revertida, o meu filho não pode ser preso,ele é vítima do Hudson e seus comparsas. Foi ele que com seus capangas foram pra dentro do terreno do meu filho para espanca-lo até a morte é só não conseguiu porque aconteceu o inesperado. O meu filho não tem nenhuma passagem pela polícia,, e esteve três vezes na delegacia afim de registrar ocorrência de ameaças por parte do Hudson, e não conseguiu, aliás, ninguém consegue, nessa hora falta papel, caneta, some a chave, tudo acontece (nem sei como tem cinco crimes dele registrados lá). Essas pessoas são uma gangue de criminosos, uma máfia que precisa ser banida e ser punidos, esses sim têm que ser presos.
    Meu filho vai ficar foragido sim, até provarmos sua inocência, e eu confio em Deus. Ele não vai ser levado para Cavalcante pra ser morto por eles. Por isso vou começar a denunciar, a minha primeira é essa.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.