.

.

Grileiros escolares: educadores roubam área das crianças no CEF São José em São Sebastião

Foto: internet/reprodução.
No curso de nossas investigações sobre grilagem de terras públicas em São Sebastião, três nomes despertaram a nossa atenção: o do bibliotecário Allen, o do diretor Paulo Rogério Passos e o do vigilante Waldir.
Estes indivíduos que são ligados à Secretaria de Educação do DF e trabalham no Centro de Ensino Fundamental São José, em São Sebastião, incrivelmente, invadiram parte da área pública do imóvel destinada à escola, dividiram em três lotes e, pasmem, CONSTRUÍRAM UM PRÉDIO NO LOCAL PARA ALUGAR E COMPLEMENTAR O SEU SALÁRIO.
Estamos investigando também se o material de construção utilizado no seu prédio particular teria sido adquirido em nome da escola.
E o pior: eles querem mais. Gostaram da boquinha. Com um apetite insaciável, eles pretendes se perpetuar no poder, reelegendo o diretor Paulo Rogério pela terceira vez. Provavelmente para terminarem de ocupar o lote da escola com outro prédio.
Cadê a polícia que ainda não prendeu esse bando que roubou a área das crianças em São Sebastião?
Fonte: Guilherme Pontes.


Foto: internet/reprodução.
Foi instaurado um processo mas até agora o prédio continua de pé e as crianças do CEF São José sem o espaço para as suas atividades que foi tomado pelo bando de "educadores" (processo nº 480.000.513/2016)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.