.

.

Do DF para o Brasil: Rollemberg pode virar vice-presidente (parte 2)

Foto: Rollemberg e Alckmin/CB Poder Blog/internet/reprodução.

Como dissemos na primeira matéria, duas possibilidades de candidatura à vice-presidência em 2018 são analisadas por Rollemberg: a do tucanato e a dos petistas travestidos de Rede Sustentabilidade.
A vaga de vice do PSDB surgiu a partir da aliança de sucesso paulista, com a dobradinha Alckmin (PSDB)/ França (PSB). A aposta era de levar para o plano nacional essa união. Rollemberg teria que disputar a vaga basicamente só com os outros dois governadores eleitos pelo PSB em 2014: Ricardo Coutinho (PSB-PB) e Paulo Câmara (PSB-PE).
Foto: PSDB-SP/internet/reprodução.

Ricardo não tem tanta expressão nacional e dentro do partido. Paulo deve disputar uma reeleição tranquila em Pernambuco. Rollemberg é o líder dos governadores em Brasília na mendicância mensal no Planalto, e não deve ter maiores dificuldades para emplacar seu nome.
Aliás, este é o resumo de sua vida política. É um animal político bruto que não perde uma oportunidade de se projetar. Sem chances em Brasília o caminho é partir para fora. E a vice-presidência dará à Rollemberg projeção nacional, abrindo muitas portas politicamente e empresarialmente.

Fonte: Guilherme Pontes.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.