Dr. Guilherme Pontes

Direito, política, segurança pública

09/12/2016

Nota Pública do PPS do Distrito Federal

Foto: internet/reprodução.
A Comissão Executiva Regional do PPS do Distrito Federal, ante os desdobramentos jurídicos que até o momento resultaram das denúncias envolvendo os deputados Raimundo Ribeiro e Celina Leão no episódio que estranhamente os afastou juntamente aos demais membros da direção da Mesa da Câmara Legislativa vem a público para, mais uma vez, afirmar sua crença na justiça, o  seu respeito às instituições do Estado brasileiro e, sobretudo, sua esperança de que a verdade, enfim prevaleça sobre as suposições.
Ocorre que, diante de uma atitude tão inusitada quanto foi a decisão da justiça ao acatar o extemporâneo pedido do Ministério Público para afastar liminarmente toda a direção da Casa, incluindo aí a presidente de um dos poderes constituídos do Distrito Federal, todos esperávamos logo a seguir as explicações que a isso justificasse. O que, mesmo após o oferecimento de denúncia, ainda não acatada pelo TJDFT, não resta apontado, haja vista que nenhum fato novo ou que efetivamente sugira o cometimento de ilícitos foi observado na peça acusatória.
Entretanto, na denúncia do MP que pede inclusive a cassação dos mandatos dos parlamentares, consta que foram apagados cerca de 54 mil arquivos dos computadores do gabinete da deputada Liliane Roriz, a denunciante do suposto desvio, obra de três de seus assessores. E, apesar disso, Liliane não é mencionada na peça acusatória, para não falar de diversas outras suposições de ilícitos por ela cometidos. Por outro lado, causa espanto observar o quanto se beneficiou o governador Rollemberg nesse período de afastamento da Mesa, na qual estavam dois de seus declarados adversários políticos, a deputada Celina e o deputado Raimundo Ribeiro, e é digno de nota, o fato de que tudo se deu em meio a escândalos e às apurações de denúncias de desvios por parte da cúpula do governo, no auge dos depoimentos da CPI da Saúde, com graves suspeitas sobre o interesse do governador na adoção de Organizações Sociais, as chamadas OSs na gestão da Saúde.
Frente a tudo isso, o PPS mais uma vez se solidariza com os deputados Raimundo Ribeiro e Celina Leão, na busca da verdade e na defesa de suas inocências. Ao mesmo tempo, espera que a justiça se faça com a equidade requerida, para que mais uma vez reputações não sejam destruídas à custa apenas de suposições ou em torno dessa delicada conjuntura policialesca que vem tomando conta da política e transformando meras conjecturas em verdades absolutas.

Brasília-DF, 08 de dezembro de 2016.


Executiva Regional do PPS do Distrito Federal.

Fonte: PPS-DF.

IMPRIMIR - PDF - EMAIL

Página Inicial