.

.

A queda do império: o baile acaba e as máscaras começam a cair (2)

BRB faz tudo por você e, principalmente, pelo Rollemberg e o Correio.

Após dois anos tentando desesperadamente conseguir empréstimo sem êxito, Rollemberg enfim autorizou o Banco de Brasília (BRB) a liberar a módica quantia de R$ 36 MILHÕES ao Correio Braziliense.
Com este aporte financeiro, o Correio espera conseguir mais um tempo de sobrevida e, enquanto isto, vai fazendo o seu papel de porta-voz do Buriti e da Casa Civil.
O cala-boca deverá assegurar que Rollemberg possa concluir o seu mandato sem apanhar do jornal de maior circulação de Brasília até as eleições em 2018.
Não é uma jogada de mestre? Rollemberg se tornou credor do Correio com dinheiro público. Comprou o seu silêncio e ganhou uma poderosa arma contra seus inimigos políticos.
Fonte: Guilherme Pontes.


2 comentários:

Tecnologia do Blogger.