.

.

Homicídio do "Tiaguinho" na quadra 10 do Paranoá gera crise entre a Polícia Civil e a PM

"Tiaguinho". Foto: internet/reprodução.

Tiago da Conceição Silva morreu após ser baleado em uma rua do Paranoá no último dia 2. O caso está sendo investigado pela 6ª Delegacia de Polícia, que alega não ter sido informada do óbito pela PM.
Fato que, segundo a Polícia Civil, foi determinante para atrapalhar as investigações. De acordo com a denúncia, policiais militares à paisana (sem farda) também teriam se apresentado à família da vítima pedindo informações sobre o caso.
No dia seguinte ao assassinato, o irmão de Tiago Silva compareceu à delegacia para registrar ocorrência. Contou que não sabia ao certo onde havia ocorrido o disparo. Disse, ainda, que ao chegar ao hospital, na noite do crime, se deparou com duas viaturas caracterizadas da Polícia Militar. Policiais fardados estavam conversando com alguns conhecidos da vítima no saguão do hospital.
Afirmou também que dois homens desembarcaram de um carro e se identificaram como policiais civis e solicitaram a ele os documentos e demais informações sobre o irmão.
Após anotarem os dados, os homens se retiraram do local. Só que, segundo a Polícia Civil, seus agentes não foram acionados naquela noite para esta ocorrência. Fonte: Metrópoles.

Um comentário:

  1. execução depois foram colher informações pra ver se alguém viu alguma coisa

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.