Oposição petista paraguaia 2: a falsidade continua na eleição das comissões da Câmara

Rollemberg e os parlamentares "oposicionistas" petistas. Foto: internet/reprodução.
O governador que jurou que iria respeitar o processo interno de escolha das comissões da Câmara continua fazendo de tudo para garantir emplacar os nomes do seu agrado, tendo a DECO e a DECAP como poderosos instrumentos de persuasão.
Tal como ocorreu na eleição da mesa diretora da Câmara, Rollemberg tem o apoio do PT-DF. A barganha com os petistas ficou assim definida: Wasny de Roure ficaria com a comissão de educação e saúde, Ricardo Vale com a de ética e Chico Vigilante com a de consumidores, o que o põe em rota de colisão com Liliane Roriz (PTB).
Mas espera aí. Tem um problema na matemática de Rollemberg. A conta simplesmente não fecha. Para conseguir cumprir com todas as barganhas que ele próprio articulou, seriam necessários pelo menos 18 votos. Ele é malandro. Sabe disso. A pergunta é: depois de Agaciel, quem será o próximo traído por Rollemberg que ficará de fora, sem comissão?
Por quê o PT não assume de uma vez por todas que é governo, está fechado com Rollemberg, e acaba com esse teatro? O relacionamento do PT-DF com o GDF lembra o de uma meretriz com um homem casado: pagamento, sexo e dissimulação. Na verdade o PT só quer manter seus cargos no GDF sem ter o desgaste de vincular sua imagem a de Rollemberg. No balanço de seus dois primeiros anos de mandato, Rollemberg falou “na cara” dos parlamentares petistas que herdou um herança maldita e o PT se omitiu. Nada disse a respeito.
Chico Vigilante não cansa de falar que o PT é oposição e que terão candidato próprio em 2018, mas compôs com Rollemberg na eleição do Agaciel, e agora compõe de novo para a escolha das comissões. Que tipo de oposição é essa, pelo amor de Deus? Para que está feio! Assume logo que é governo e ponto final.

Fonte: Guilherme Pontes.








Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.