Servidores da CAESB nos deixam sem água e são presenteados com supersalários

CAESB. Foto: internet/divulgação.

Se você sonha em passar em um concurso público em Brasília o canal é a Companhia de Saneamento Ambiental de Brasília (CAESB).
A CAESB, que teoricamente é responsável por políticas públicas que assegurem o fornecimento de água aos moradores do DF, paga supersalários aos seus servidores de fazer inveja nos ministros do Supremo Tribunal Federal.
A Dra. Ana Elisabeth, procuradora da CAESB, por exemplo, tem o mega-salário de R$ 95.066,17.
O sr. Nelson Afonso dos Reis, analista de suporte ao negócio, tem salário de R$ 82.642,33.
Já o presidente da CAESB, sr.  Maurício Luduvice, tem salário mais modesto de R$ 56.415,39.
Como é possível que servidores públicos cuja única função é garantir o fornecimento de água aos moradores do DF, nos deixem sem água e ainda sejam presenteados pelo GDF com super-salários?
Por quê nós, cidadãos brazilienses, não perguntamos diretamente aos servidores públicos da CAESB beneficiados com este esquema a razão deles estarem "montados" no dinheiro público em meio ao apagão hídrico?

Ana Elisabeth Silva B. de Melo
Procuradora Jurídico
3213-7150

Maurício Luduvice
Presidente da Caesb
3213-7118

Fonte: Guilherme Pontes

Se você tiver paciência, segue lista parcial com alguns dos super-salários da eficiente CAESB:

Marcelo Antonio Teixeira Pinto, analista de sistemas de saneamento, salário de R$ 54.562,52;
Janio Pereira Barbosa, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 68.695,68;
Marcelo Antonio Teixeira Pinto, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 54.562,52;
Maurício Leite Luduvice, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 56.415,39;
Iracy Cecilio de Araújo Júnior, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 60.068,02;
Klaus Dieter Neder, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 71.942,05;
Cristine Gobbato Brandão Cavalcanti, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 52.700,70;
Eurival Vieira Monteiro, técnico de suporte ao negócio, salário R$ 54.319,29;
Haroldo Chadud Moreira, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 53.555,94;
Maurício Vargas Mendes Campos, analista de suporte ao negócio, salário R$ 66.754,90;
Margaret Rubem Ribeiro, analista de suporte ao negócio, salário R$ 57.158,30;
Nelson Afonso dos Reis, analista de suporte ao negócio, salário R$ 82.642,33;
Ricardo Giannetti Teixeira dos Santos, analista de suporte ao negócio, salário R$ 57.733,52;
Ana Elisabeth Silva Barros de Melo, advogada, salário R$ 95.066,17;
Bernardino de Sena Pereira, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 54.855,63;
Lúcio Eduardo Lima de Souza, analista de sistemas de saneamento, salário R$ 55.792,59;
Dentre muitos outros... Segue planilha de supersalários da CAESB:


3 comentários:

  1. E o que os funcionários tem a ver com a falta de água? Isso foi falta de investimento dos governos que passaram e deste que está aí

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Será que este blog é semelhante a alguns outros que têm por aí que são alimentados para dar notícias tendenciosas?
    Será que alguém La de cima no GDF mandou que publicassem essas reportagens para "justificar" o descumprimento com algumas categorias?
    Será?
    Só acho.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.