MP processa criminalmente Campanella por sonegação de documentos


Além do procedimento criminal dos empréstimos fraudulentos do Banco do Brasil, o Ministério Público está processando criminalmente o ex-diretor geral do DFTrans Marco Antônio Tofetti Campanella por sonegação de documentos (art. 314 do código penal). O crime tem pena de até 4 anos de reclusão, isto se o fato não constituir crime mais grave.
Campanella é acusado de sonegar documentos requisitados pela Câmara Legislativa do DF que, em 2013, tentou fiscalizar as atividades do DFTRANS entre 2011 e 2013.
Entre os documentos requisitados, estão a cópia de 38 processos administrativos relacionados às contratações, a cópia de todos os processos de sindicâncias e de tomada de contas instaurados no âmbito do DFTrans e informações a respeito da utilização e controle do passe livre estudantil.
A audiência de Campanella está marcada para 21/03/2017, às14:30, na 7ª Vara Criminal de Brasília.
Se alguém tiver alguma informação sobre o caso, favor entrar em contato com o blog por meio do whatsapp: (61) 99824-8504.
Por Guilherme Pontes.
Advogado e Professor de direito.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.