Rollemberg e o Partido dos Trabalhadores: um governo "fake" e uma oposição paraguaia

Rodrigo Rollemberg (PSB) e Agnelo Queiroz (PT): gêmeos siameses. Foto: internet/divulgação.

O governo de Rodrigo Rollemberg (PSB) gosta de encher o peito para se dizer técnico.
Contudo, diferente dos governos passados, ao assumir o GDF Rollemberg não “soltou” o “Decretão” exonerando todos os cargos comissionados e nomeando os técnicos do PSB, até porque este partido nunca teve quadros técnicos no DF.
O que ocorreu na verdade foi que com o passar do tempo, Rollemberg foi aos poucos nomeando seus familiares, amigos e conhecidos. Todavia, manteve mais de 60% dos comissionados da gestão petista de Agnelo Queiroz.
São estes cargos que foram indicados pelos deputados da bancada do PT que hoje são renegados pelos mesmos. Os deputados Chico Vigilante, Wasny de Roure e Ricardo Vale dizem que os cargos não são deles, mas do Rollemberg. Claro. Muito conveniente.
Tudo isto é para passar uma falsa impressão de oposição aos incautos. Mas não se enganem. A oposição é paraguaia! É “fake”! Como “fake” é esse governo e suas promessas.
Fonte: Guilherme Pontes.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.