Dr. Guilherme Pontes

Direito, política, segurança pública

30/04/2017

Amigos de jovens atropelados no DF protestam em delegacia do Paranoá

Amigos dos jovens atropelados na madrugada do último sábado (29) (Foto: Mara Puljiz/TV Globo)

Um grupo de amigos dos jovens de 21 e 28 anos, atropelados após uma briga com supostos assaltantes na quadra 12 do Jardins Mangueiral, em São Sebastião, no Distrito Federal, protestaram na manhã deste domingo (30) por mais justiça na apuração do caso. A concentração aconteceu por volta das 11h, em frente à 6ª Delegacia de Polícia do Paranoá.
O crime ocorreu na madrugada do último sábado (29) e foi registrado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Os amigos das vítimas pedem que o caso seja investigado como homicídio doloso, quando o autor assume o risco de morte. Neste caso a pena é maior.
Segundo a Polícia Militar, o autor do crime – um jovem de 18 anos – usou o carro de uma das vítimas "como arma" para avançar contra os dois jovens e foi preso em flagrante. Neste acidente o acusado estava sem habilitação e não prestou socorro às vítimas.

Uma das testemunhas do crime, o estudante de Direito, de 23 anos, é também amigo das vítimas e organizou o ato deste domingo. Ele preferiu não se identificar, mas disse ao G1 que conhecia um dos jovens atropelados.
Fonte: Portal de notícias da Globo.

Dois homens, de 28 e 21 anos, morreram atropelados após briga no Jardins Mangueiral, em Brasília (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)





IMPRIMIR - PDF - EMAIL

Página Inicial