Política e Segurança Pública na Capital Federal.

07/07/2017

TV BRASIL DESTACA PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE DO TJDFT


As ações de economia e de sustentabilidade do TJDFT foram tema de matéria do programa Repórter DF, da TV Brasil, que foi veiculado nessa quarta-feira, 5/7. O juiz assistente da Presidência Gilmar Tadeu Soriano e a servidora Adriana Tostes, Coordenadora de Gestão Socioambiental - COGESA, foram entrevistados e falaram à equipe de reportagem sobre a economia de dinheiro público pelo Tribunal e sobre os benefícios para o meio ambiente. Clique aqui e assista à reportagem, disponibilizada no site da TV Brasil.

Com as medidas de austeridade implantadas pela Administração Superior do TJDFT, o Tribunal vem reduzindo o consumo de água, energia elétrica, e de bens de consumo, como papel, garrafas e copos plásticos que, com a conscientização de magistrados e servidores, que utilizam suas próprias canecas no ambiente de trabalho, tem gerado uma economia superior a R$ 100 mil por ano. Além da redução dos custos, a diminuição dos descartáveis, que é uma das 111 ações monitoradas eletronicamente pelo TJDFT, também reduz o impacto ambiental.

O juiz assistente da Presidência do TJDFT Gilmar Tadeu Soriano lembrou que, desde 2009 o Tribunal conta com um Programa de Responsabilidade Ambiental, e que, "a partir da restrição orçamentária, servidores e magistrados se conscientizaram que isso deve ser uma ação permanente, para o bem do TJDFT, para o bem da gestão da coisa pública, por economia orçamentária e, para mais do que isso, para a vida da gente".

Já a coordenadora de Gestão Socioambiental do TJDFT falou sobre a utilização de vários materiais de reuso no Tribunal, como o bloquinho com as aparas de pastas, ao invés de post-it, por exemplo. Segundo ela, "agora, mesmo, os galões de água de 20 litros que nós deixamos de usar, porque estamos substituindo por bebedouros, vão virar cestos de lixo. Olha o que a gente vai deixar de gastar com isso".

A Coordenadora de Gestão Socioambiental do TJDFT lembrou, ainda, que "o TJDFT coloca a questão da sustentabilidade no seu Planejamento Estratégico, com metas e indicadores anuais, na sua gestão por competências". Para ela, "é preciso estar sempre lembrando as pessoas da escassez, ainda que a natureza faça isso diariamente", finalizou.

Viver Direito

Desde 2009, o TJDFT vem atuando na mitigação dos riscos ambientais, econômicos e sociais de suas atividades, por meio do Programa de Responsabilidade Socioambiental Viver Direito. O site do Programa divulga campanhas, leis, dicas e relatórios de desempenho do Tribunal sobre as ações sustentáveis do órgão.
Fonte: TJDFT.




IMPRIMIR - PDF - EMAIL

Página Inicial